Gestão de Pessoas em tempos de crises empresariais: o que fazer?

Em tempos de crises empresariais, a correta gestão de pessoas pode fazer toda a diferença. Tenha em mente que funcionários alinhados, engajados e comprometidos contribuem para a solidez do empreendimento, bem como sua diferenciação no mercado.

Estima-se que empresas que investem efetivamente em RH têm desempenho 51% superior ao de suas concorrentes. A questão é: como isso pode ser feito, especialmente em épocas turbulentas? Quais ferramentas podem ser usadas?

Pensando nisso, criamos um guia incrível para você. Hoje vamos te ensinar a conduzir o capital humano em tempos de crises empresariais de forma prática e eficaz. Continue lendo nosso conteúdo e fique por dentro do assunto!

Otimize a comunicação interna empresarial

Um bom diálogo garante o alinhamento dos profissionais, bem como equipes e setores do negócio. Mas é preciso planejar a comunicação, definindo quais canais serão utilizados, o papel da liderança acerca do assunto, os principais objetivos e as métricas de sucesso.

Dentre os principais canais, é possível destacar os murais de recados, aplicativos e sistemas especializados. A liderança também deve se comprometer, cascateando as informações para o restante da sua equipe e garantido que todos fiquem bem informados.

Uma boa comunicação mitigará o número de erros operacionais, acidentes e conflitos interpessoais. Também reduzirá o espaço para fofocas e conversas paralelas, que causam grandes prejuízos ao clima do trabalho.

Invista no desenvolvimento dos colaboradores

Colaboradores desenvolvidos conseguem fazer mais com menos, entregar resultados fora da curva e manter um alto nível de satisfação dos clientes finais. Mas as empresas brasileiras, infelizmente, ainda investem pouco em treinamento e desenvolvimento (T&D).

A gamificação é uma técnica cada vez mais usada em T&D. Grosso modo, consiste na utilização de elementos lúdicos (de jogos) para tornar a aprendizagem mais dinâmica e interessante. Nesse caso, as turmas são divididas em equipes e recebem tarefas que devem ser cumpridas, assim podem acumular pontos e vencer o jogo empresarial.

Ainda há os meios tradicionais, como treinamentos In e Out Company. É importante avaliar os funcionários, orçamento disponível e cultura para definir o melhor modal de treinamento.

Adote a cultura de feedback

Na gestão de pessoas, o feedback pode ser considerado a base para a melhoria contínua. Porém, muitos gestores não dão atenção ao assunto, deixando-o de fora da sua cultura organizacional. Isso é um grande equívoco, pois demonstra indiferença com os funcionários.

Um bom feedback tem algumas características em comum, sendo o equilíbrio a principal delas. É preciso pesar o número de críticas e elogios auferidos a cada profissional, para garantir que não se destaque apenas os pontos negativos. Também é preciso ser claro e objetivo.

Aprimore o processo de recrutamento e seleção

Em tempos difíceis, cada pessoa que entra e sai da companhia faz toda a diferença. Então é indispensável otimizar o processo de recrutamento e seleção, garantindo que apenas talentos com aderência à cultura organizacional sejam contratados.

Para tanto, é crucial contar com a ajuda das novas tecnologias. Uma plataforma de gestão do comportamento permite a avaliação do perfil comportamental dos profissionais, análise dos times e clima organizacional. Assim, é possível aprimorar todo o processo de atração, educação e até retenção de talentos.

Nunca é fácil manter um negócio de pé em meio a crise, mas com a ajuda das ferramentas, métodos e pessoas certas tudo é possível. Então não deixe de aplicar nossas dicas para obter o máximo de resultados em seu negócio.

Agora que você está pronto para atravessar as crises empresariais, aproveite para compartilhar nosso conteúdo em suas redes sociais e permitir que outras pessoas também fiquem por dentro do assunto!